Pastinha de amendoim germinado



Ingredientes: 1 xícara de amendoim germinado ou sem pele hidratado 1 colher de sopa de cebolinha picadinha 1 dente de alho cru raladinho 1 fio de azeite (opcional) 1 colher de chá de sumo de limão Sal a gosto

 Preparo: Hidrate ou germine as sementes; Retire a pele, se for o caso; Processe as sementes com alho e sal, até obter uma consistência homogênea; Acrescente azeite, limão e a cebolinha e misture com a ajuda de um garfo para temperar bem, como se faz com pastinhas ou ricotas, ok?;

 Pronto! Você pode consumir como pastinhas ou fazer bolinhos!

 Rendimento: 1 xícara ou 5 sandubinhas de couve.

Você pode fazer também com amêndoas descascadas, nozes, castanhas do pará,... Hidrate por uma noite e vamos que vamos!!!

Refeição Viva de mamãe

É disso que estava falando na postagem sobre alimentação viva na maternidade!

Uma vez ouvi da querida flor de Vânia Maciel, que orienta recém mamães na sua caminhada, que não deveríamos ter dúvida de que o corpo faria tudo para manter o bebê com todas as suas necessidades atendidas durante a gestação e amamentação. A questão é o que fica pra mãe!

Durante a gestação bebi muito leite vegetal, sobretudo de gergelim.

Agora continuo tentando nos proteger!

Uma comidinha assim como essa, acompanhada de uma saladinha verde da horta com tomatinhos organicos é uma fonte bacana de fibras, gorduras e proteínas.

Os bolinhos de cenoura girassol descascado, o guaca que é guaca...rs, e a quinoa cozida delicadamente. Assim componho uma refeição que traz saciedade! Pra quem não sabe ainda, a  quinoa cozida não altera o ph do corpo. Ele mantém a alcalinidade. Então, é um dos alimentos cozidos do bem! Ok?

Tudo bem corrido, as vezes chego a comer em caneca pra poder sair andando pela casa, mas nada é mais gratificante do que amamentar consciente de que está vertendo por ali o melhor que eu pude  realizar para saúde do meu  filhote de homem!

E quando não dá certo? Deixo a culpa pra lá! O que vale é a rotina! E a rotina que constrói saúde e boa qualidade! Então, sementes na água e amanhã tudo será melhor!

Simples assim!

O bolinho? Faz assim:
Processe uma parte de cenoura crua picada para 3 partes de girassol descascado hidratado por uma noite ou umas três horas, que já basta. Um dentinho de alho ralado, azeite e sal. Depois acrescente cebolinha picada e misture com um garfo como quem tempera uma pastinha. Faça bolinhos e coloque no forninho em calor baixo ou no  desidratador para aquecer e dourar! :D

Feliz refeição!

Vivas beijocas
Juliana Malhardes
Mãe do Lucas

Alimento Vivo na maternidade!

Então, as voltas com bebê e trabalho, as coisas na alimentação estão bem desafiadoras pra mim nesse momento. Mesmo trabalhando em casa, o tempo escorre pelas mãos como diz a música!

Além do desejo de me alimentar bem, agreguei o desejo de fazer o melhor para manter uma boa qualidade de nutrientes para o leite do meu bebê, estamos indo para o quinto mês,  ele  pesando  10 quilos, exclusivamente no leite materno,  apesar da minha coluna envergando, ao que parece o projeto  saúde tá dando certo! Se  você não sabe, esse peso numa alturinha de 68 centímetros, é uma medida para um bebe de seis meses grande!!! Sim, um bebê grande...rs

E pra mãe aqui, e entre altos e baixos, as coisa anda bem, por assim dizer...rs

A falta de tempo é um desafio gigantesco, bem pior do que eu poderia imaginar! O  que exige cada vez mais uma organização mínima para  manter uma alimentação ao menos boa.

Naturalmente há momentos que a organização  mínima acaba antes da  reposição das pré-preparações e o desafio recomeça... Mas tá valendo!

Vamos logo a conclusão que cheguei nesse meu novo momento, CULINÁRIA VIVA SIMPLES é a solução!

É isso. Porque quem tem bebê sabe. Se estão acordados querem atenção. Quando estão dormindo requerem silêncio. Junto com isso tem uma rotina que é praticamente uma maratona de atividades sem fim! E a casa tá sempre uma zoeira... Assim como o layout pessoal...rsrs

Festinha na hora de acordar, fraldinha, banho de sol, banho, mamada, soneca, soninho, pestana, coco - outro banho, fraldinha, ... E assim vai... E quando vejo são 16 horas, estou exausta, o bebê nem tanto e a unica coisa que alivia é uma comédia romântica para entorpecer a mente e aliviar a realidade...rs É pra você como é pra mim? Bem, eu passo a maior parte do tempo sozinha, aqui não rola avós ou tias corujas full time, nem babás...rs

Existem mães com desafios bem maiores, eu não tenho problemas de fato, eu tenho uma rotina para organizar com falta de tempo...rs Porém, apesar dos desafios, eu quero comer bem... Esse é o tema da conversa!

E aí? O que aprendi até agora?

Que estou certa e que tenho que continuar teimando...rs

Eu estou entendendo que nada daquela coisa mais elaborada como lasanha viva ou caneloni me pertence mais... Bolinhos? Sempre que tem alguém pra ajudar a fazer as bolinhas, siiiim... Mas na minha realidade não rola muito esse alguém, além da dinda  que as vezes aparece e salva a pátria, mas no geral eu tenho que enrolar o Lucas pra conseguir enrolar bolinhos salgados...rsrs Aí um sanduiche de folha de couve acaba sendo a solução! E eu fico muito feliz, confesso!

Então, é  isso só resta a mãe que quer comer vivo simplificar as refeições vivas. Para facilitar no aporte calórico, vale completar com legumes no vapor ou quinoa ou painço cozidos. Assim mantendo a base viva, mas com um percentual de alimentos cozidos que sejam realmente saudáveis. Vale aqui um critério do que pode ser uma boa cozido. E assim ficar com o melhor dos dois mundos, vivo e cozido. Especialmente nessa época de inverno, onde o quentinho tem seu lugar, em outras postagens quero definir melhor esse tema para que fique bem claro do que estou chamando de quentinho saudável!

Essa composição equilibrada, com escolhas conscientes, oferece ao corpo uma boa possibilidade de resposta para manter um bom padrão de desintoxicação. Uma ideia de um bom número, como preconiza o Dr. Gabriel Cousens, Oitenta porcento alimentos vivos combinados com vinte porcento de alimentos cozidos de qualidade e ainda entrem aqui alguns biocídicos (imagine aqui...chocolate) podem ser bem trabalhados pelo corpo sem maiores danos, ao contrário, como muito boa qualidade!

Há  aqueles mais rigidos que irão dizer que isso seria viver um eterno detox retox, desintoxica reentoxica, mas o possível é um grande amigo. O mais importante é encontrarmos o nosso possível e um bom padrão de auto observação para garantir que a saúde está sendo bem  atendida!

Afinal, do nosso bom humor também depende o bem estar dos pequenos. Da nossa energia para acordar na madrugada e atender com carinho. A nossa disposição para rir e brincar sem parar. Nossa paciência para lidar com todos os palpites de todas as pessoas que fariam muito melhor do que fazemos se fossem mães dos nossos filhos... Tudo isso envolve bem estar e tudo isso está relacionado a boa qualidade do que comemos...

Tudo isso vim compartilhar pra dizer algo que pode ser que você curta muito! Daqui pra frente, vou trazer receitinhas fáceis, cotidianas de mãe sem tempo e corrida. Meio viva e algumas vezes meio cozida de qualidade! :D E desejando sempre que esse meu blog continue te inspirando no caminho da boa saúde a boa alimentação!

Vivíssimas beijocas,
Juliana Malhardes
Mãe do Lucas


Sanduiche de pastinha de amendoim germinado



Você pode fazer com outras sementes!

Pastinha de amendoim germinado

Ingredientes: 1 xícara de amendoim germinado ou sem pele hidratado 1 colher de sopa de cebolinha picadinha 1 dente de alho cru raladinho 1 fio de azeite (opcional) 1 colher de chá de sumo de limão Sal a gosto

 Preparo:

  1. Hidrate ou germine as sementes; 
  2. Retire a pele, se for o caso; 
  3. Processe as sementes com alho e sal, até obter uma consistência homogênea; 
  4. Acrescente azeite, limão e a cebolinha e misture com a ajuda de um garfo para temperar bem, como se faz com pastinhas ou ricotas, ok?; 
  5. Pronto! 


 Você pode consumir como pastinhas ou fazer bolinhos!

 Rendimento: 1 xícara ou 5 sandubinhas de couve.

Armazenamento: 4 dias na geladeira. Saladinha verde da horta 3 folhas de alface romana e um pouco menos que ½ molho de rúcula + 1 colher de sopa de ricota de amendoim + tomatinhos picados, azeite, limão e sal a gosto. Tudo misturado com as mãos para pegar bem o sabor!

 FECHANDO O SANDUÍCHE!

 Para cada sandubinha use 1 folha de couve + 2 generosas colheres de queijinho + uma porção de saladinha da horta! Fechou e pronto!!!

Como remover a pele do amendoim germinado?




Antes de mais nada, vamos combinar que descascar amendoim pode ser uma missão inglória! Por isso vou dar algumas alternativas que vão te ajudar!

Escolha o amendoim certo pra sua disposição de descascar, vamos lá?

A opção mais rápida e prática seria encontrar um amendoim cru sem pele na loja de produtos naturais mais perto da sua casa. Os preços são equivalentes aos do mercado, pelo menos na minha cidade. Difícil é encontrar quem venda. Se você está em Niterói/RJ, adianto que sempre compro na Loja Empório Verde do Trevo de Itacoatiara!

Se você mora na Bolívia isso não é novidade, né?

Mas se você mora no Brasil, ainda vale a pena pedir ao responsável da lojinha onde você costuma comprar suas sementes para trazer esse produto para sua lista de possibilidades, certamente outras pessoas irão se interessar!

Se não funcionar, então continue lendo essa postagem, você vai precisar! kkkk

- COMO TIRAR A PELE DO AMENDOIM DE FORMA PRÁTICA! 

- Primeiro, você precisa germinar!
- O AMENDOIM BRANCO OU CAVALO para germinar basta colocar as sementes de molho na água por umas 6 horas ou por uma noite. É aquele que tem a pele rosada clarinha que também sai à toa, basta deixar de molho por uma noite que ela fica molinha e soltinha.

- O AMENDOIM GIGANTE é muito raro, no Sul do Brasil a gente encontra entre os orgânicos, mas vale a busca porque é gigante como o próprio nome diz, e a pele sai fácil fácil e ele é uma delícia, fresquinho... Tudo de bom!

- Assim como o AMENDOIM COMUM, aquele vermelhinho do mercado, que todo mundo já torrou um dia... (que vergonha! kkkk), coloque de molho em água filtrada por uma noite, depois coloque para tomar ar num escorredor de macarrão ou num vidro com a boca coberta com tule, virada pra baixo, num secador de louça, num angulo de 45 graus.  Lave pela manhã e anoite, até que a maioria das sementes coloquem um narizinho branco. Isso pode levar cerca de 48 horas. Só consuma se mais de 80% esteja com nariz, do contrário, descarte!

Moral da história, só o vermelhinho pequeno e o gigante precisa de verdade colocar nariz, ok? O Branco ou Cavalo desapega fácil da pele e, em geral, não coloca nariz, por isso nem precisa insistir, nem tentar...rs

AGORA VAMOS DESCASCAR? 

- Amendoim comum é o mais apegado a sua pele vermelha! Germinar ajuda muito a se desapegar...rs

COMO REMOVER A PELE DO AMENDOIM? 

  1. Germine no ar ou deixe o amendoim de molho por uma noite; 
  2. Pela manhã escorra a água da demolha e descarte essa água; 
  3. Coloque as sementes num coador de voal; 
  4. Quebre as sementes rolando um rolo de massa, não precisa triturar, basta quebrar de leve em 3 a 4 partes aproximadamente; 
  5. Coloque as sementes em uma bacia com água suficiente para cobri-las; 
  6. Agite para as casquinhas subirem até a superfície; 
  7. Vire essa água em outra bacia, MAS use uma peneira para colher as casquinhas que vão sair; 
  8. Retorne a água para a primeira bacia; 
  9. Repita o processo quantas vezes for necessário;
  10. O desejado é remover pelo menos 80% das peles! 


- MAS PORQUE DEVEMOS REMOVER A PELE DO AMENDOIM GERMINADO? 

Porque as peles de todas as sementes são um excesso de fibra (celulose) que não é aproveitado pelo corpo. Esse excesso pode causar gases em praticantes que já consomem fibras bastante no seu dia a dia. Você pode se perguntar se faz mal comer as fibras? Não mesmo, especialmente se sua dieta é pobre em fibras integrais.

Mas existe um outro motivo realmente importante para remover a pele, que são os FUNGOS! E isso é realmente importante, não queremos comer fungos, porque eles são causadores de verdadeiros problemas de saúde. Confie em mim, você não quer comer fungos!

Como podemos reconhecer os fungos no amendoim?

Eles são visíveis a olho nu, são pontos marrom e preto escuros, muitas vezes tem aspecto desagradável e podre. Descarte as sementes, não precisa descartar todo o lote, ok? Naturalmente se o numero de sementes com fungo for mais que 20%, você realmente está com um lote velho e muito ruim nas mãos. Descarte!

A boa notícia é que a versão já previamente despelada já vem pré-selecionada, por essa razão raramente encontramos um ponto de fungo desses!


Você gostou dessa dica? Ela te ajudou?
Por amor, deixe sua opinião e suas dúvidas nos comentários!

 Vivíssimas Beijocas
Juliana Malhardes

Oficina de UM DIA com Culinária Viva



Vim te convidar para uma atividade que eu já não faço faz muiiiiiiito tempo, anos! E que esse ano está de volta com força total! E eu tenho certeza que você vai amar e não vai deixar passar de jeito nenhum!

É com muita alegria que venho te convidar para minha oficina de UM DIA VIVO EM FAMÍLIA!

Você vai aprender:
🌱COMO PASSAR UM DIA COM ALIMENTO VIVO!
🌱COMO SE ORGANIZAR PARA FAZER SUA COMIDA E A DA FAMÍLIA
🌱COMO PREPARAR REFEIÇÕES VIVAS


ATIVIDADES:
- Aulas de Culinária
- Refeições: Desjejum, almoço e lanche
- Palestras - Rodas de Conversa
Com apostila de receitas

 ORIENTAÇÃO:
Juliana Malhardes, mãe do Lucas, praticante do Estilo de Vida da Alimentação Viva, fundadora da CulináriaViva.com treinamentos, Chef Educadora em Culinária Viva formada pelo Terrapia/Fiocruz. Bacharel em Direito Ambiental, especialista em Gestão Ambiental com ênfase na metodologia Terrapia-Alimentação Viva na Promoção da Saúde/Ensp/Fiocruz, pela FGV. Participação Especial das Chefs Educadoras formadas pela CulináriaViva.com: Catia Bartels Cibele Pacheco Ju Guitel Natália Vieira.


MENU com pratos “quentinhos”: Suco, Salada com brotos, Sopa Viva, Yakisoba, Cruquete, Granola Viva, Açaí Raw e Panqueca doce.


Obs.: As receitas podem ser substituídas ou adaptadas para garantir a qualidade dos insumos.

DATA: 8 de setembro de 2018 - sábado, das 9 às 16 hs - 7 horas de duração.
(Aproveite o feriado numa praia de natureza liiiinda, podemos te passar dicas de onde ficar, pesquise Itacoatiara no google e confira!).

BÔNUS/PRESENTES:
- Suporte por 30 dias em grupo via WhatsApp
- Uma live de suporte para mentoria
- Sorteio de brindes Culinária Viva

LOCAL: Ateliê do CulináriaViva.com, em Itaipu/Niterói - RJ.

 INSCRIÇÕES ANTECIPADAS e VAGAS LIMITADAS

INVESTIMENTO: R$ 170,00 até dia 31/08 com desconto!

FORMA de PAGAMENTO:
Acesse o link ou copie e cole, e se inscreva já: https://pag.ae/bgCX6x4

MAIS INFORMAÇÕES:
 21. 98349.6244 (Whats)
Juliana@culinariaviva.com

REALIZAÇÃO:
www.CulináriaViva.com
Por Juliana Malhardes

A praticidade de descozinhar!


Eu entendo quando as pessoas dizem que comer comida viva não é “prático”. Bem, eu tenho uma outra visão, vim compartilhar.☺️
🌶️
Bem, inicialmente eu devo confessar que sempre tive nojinho de lavar panelas grudadas de comida, e de gordura na pia com restinhos de tudo!🤢
🙃
Mas não tem fritura na cozinha viva, tabuleiro de gordura e nem frigideira pra lavar! O melhor de tudo, não tem panela de pressão! 😨
😎
Então, se você não curte lavar louça e era isso que te afastava da cozinha, seus problemas acabaram! Sinta-se bem vinda a cozinha dos vegetais crus!!! 😍 Deliciosa e limpinha!
😍
Na hora da refeição, no lugar de aquecer três panelas e depois guardar tudo na geladeira, você consegue montar uma refeição usando a tábua de legumes, um prato, uma faca e uma folha de alga ou folhas verdes ou um pão vivo,... 
😇
Dá pra montar tudo no mesmo prato. Você enrola e come com as mãos. E depois só passa uma água no prato e devolve as sobrinhas pra geladeira.
😀
O desafio talvez esteja mesmo em aprender a não cozinhar ou descozinhar! Porque não aprendemos assim desde sempre com nossas mães e avós. Temos que aprender algo novo! 
🤓
Mas eu tb acho que complicamos essa parte pq as pessoas nem sempre são generosas na forma de ensinar. Elas ensinam receitinha pra vc ficar voltando pra aprender mais receitinha…
😞
Eu gosto de ouvir das pessoas que aprendem comigo que se tornam livres das receitas, que se sentem livres para criar e confiantes para seguir seus instintos culinários!
😍
Ao longo desses 13 anos ajudando pessoas a realizar o sonho do estilo de vida saudável com a culinária viva, eu desenvolvi fórmulas de criatividade e de praticidade para qualquer pessoa fazer uma refeição viva em poucos minutos!
🤣
E você? Gostaria de viver com muito bem estar, com comidas lindas e práticas?
🤔
Com essa resposta em mãos, por amor, clique no link http://ju.culinariaviva.com/tv e mãos a obra, na construção da sua Transformação Viva!
🌻
Vivissimas 😘
Juliana Malhardes
*****************
#CulinariaViva #AlimentaçãoViva #Vegan#RawVegan

Segredinho para ter a Culinária Viva todos os dias!


Ter brotos, queijinhos e pastinhas prontos na geladeira, me ajuda a montar refeições em poucos minutos, usando uma das mãos...rsrs com o Lucas na outra...😇 Seguro longe de panelas quentes ou frituras!😇
🌱
Manter essa simples organização é um dos meus segredos para ter a alimentação baseada em vegetais crus no meu dia a dia, mesmo nos dias corridos!
🌶️
Você gostaria de aprender a se organizar para ter uma dieta baseada em plantas com alimentos vivos?
🌱
Foi pra te ajudar que eu criei o meu treinamento online Transformação Viva!
🌶️
Para mais informações e inscrições, acesse http://ju.culinariaviva.com/tv
👆
Vivas beijocas
😘
Juliana Malhardes
🌱
******************
#Plantbased #rawvegan #raw #culinariaviva #alimentaçãoviva #vegetariano

É normal viver com mal-estar?


Você conhece alguém que já se acostumou a sentir mal-estar no dia a dia? Vou dar uma dica pra te ajudar a identificar!
🌶️
Entre outros sinais, essa pessoa tem sempre uma bolsinha com analgésicos! Ela sabe que irá sentir dor a ponto de sair de casa pronta pra remediar!
😨️️
Eu quero te contar uma história rapidinha!
🌱
Eu costumava ser essa pessoa. Até que descobri o poder dos alimentos na saúde e deixei de ter remédios comigo!
🌱
Os anos se passaram e eu esqueci dos remédios e sua aplicações.
🙃
Eu lembro da minha surpresa, como se fosse nova nesse mundo! Eu lembrei que existia essa tecnologia! E o quanto ela era tentadora!
😨
Quando conhecemos o potencial de saúde do corpo deixamos de achar normal  precisar de remédio a qualquer momento, a ponto de portar na bolsa!
😞
Ter saúde é diferente de aliviar sintomas!
😉
Silenciar sintomas é sabotar o sistema de saúde do corpo!
😨
Existe a possibilidade real de viver com a cabeça leve, o corpo livre de dores e desconforto!
😀
Que pode ser alcançada com mudanças e adaptações, praticando a escuta atenta do corpo e seguindo o bem-estar sem máscaras!
😉
Mas o médico diz que pode sim, que tá tudo bem…
🤐
E vc, está se sentindo disposta? Acorda cheia de energia? Seu corpo te dar a liberdade de fazer tudo que você gostaria?
😑
Você já  perguntou ao seu médico como está a saúde dele? Será que ele conhece saúde ou administra doenças como meio de vida?
😍
A minha mensagem é a de que podemos viver  em outro nível  de bem-estar, através dos alimentos baseados em vegetais, frescos, crus e cheios de vida!
🌻
 Você acredita?
🌱
Se você acredita e quer entrar em ação, por amor, acesse o link http://ju.culinariaviva.com/tv e participe do Transformação Viva!  Descubra a verdadeira saúde!
😉
Uma viva 😘
Juliana Malhardes

Meu novo curso online de Pratos Salgados da Culinária Viva

Essas e outras receitas salgadas deliciosas fazem parte do meu novo curso online de Culinária Viva!!!
Imperdível!!! Só de Pratos Salgados!

 Acesse o link: http://ju.culinariaviva.com/pratos-salgados e aproveite o valor promocional de pré-lançamento!

 E ainda receba gratuitamente um dos meus outros cursos online de Culinária Viva ou meu pacote de e-books de Receitas Vivas! Grátis e de acesso imediato!

O valor promocional de pré lançamento + o curso de grátis são por tempo limitado! Aproveite!

Comece agora! Acesse: http://ju.culinariaviva.com/pratos-salgados

Se inscreva no curso que vai transformar suas refeições salgadas, escolha seu curso gratuito e comece já!

 Vivas Beijocas Juliana Malhardes

7 dias de Transformação Viva, baixe grátis!





Maternidade, desconfortos e alimentação viva



Sempre achei que a maternidade fosse uma capacidade de lidar com um desconforto gerado por um outro ser e que tudo começava na barriga.


A Alimentação Viva me ensinou que “desconforto” é algo muito bom, porque me tira da zona de conforto que é quase sempre fatal para realização de sonhos e planos de vida.

Então, esse desconforto enorme que seria resultado da maternidade, para ser algo suportável de fato, por algum artifício da sabedoria da natureza começaria na barriga, com o nome de “gestação”.

Sim, vamos lá, “desconforto”!

Quem está tendo, já teve ou apenas já viu, pode concordar que não é confortável! O corpo muda, pesa, estica, desforma, engorda,... Tudo isso enquanto a gestante é obrigada a atender a todas as suas necessidades, como sede, sono, fome, vontade de fazer xixi e número 2! Tudo na hora que ele avisa em caráter inadiável, porque rapidamente a gestante aprende que se não atender, vai dar algum tipo de pane nesse sistema, como baixar pressão, mal estar, enjoo, ter que sentar, deitar, voltar pra casa, … Nada gostoso, nada confortável.

E  hoje, do alto dos meus 6 meses de gestação, eu tenho a certeza absoluta de que é tudo aquilo que eu pensei sobre o nascimento da maternidade x desconforto, ao menos em parte! ...rs...

Mas vivendo esse momento no alto dos meus 5 anos como “boadrasta” da Julia (uma menina linda que hoje tem 9 anos) às “vésperas” da chegada do novo filho, o Lucas, eu entendi um revés do meu conceito...

O amor maternal, semente da maternidade, é o que realmente move a saída da zona de conforto, não apenas pelo fruto do útero, muito mais exigente você há de concordar, mas concluo que onde quer que tenha sido gerado é o amor que mantém o desconforto de cuidar, e que ambos nascem do coração.  

Da necessidade de amar e acolher um ser que não veio da barriga, que não fez aquela bagunça toda no corpo, mas que nasce no coração e que será essencial na minha história tanto quanto sou para ele, no caso, para ela.

Fato que amor maternal, seja qual for o que você vive, assim como eu, se vem do útero ou da vida, duas coisas são reais, ele vem do coração e gera muito desconforto! kkkk O desconforto de sair de si e atender àquele ser, que ama, sente, cuida, ensina, aprende, vive e habita o mundo ao seu lado.

Esse desconforto é resultado do cuidado que tudo exige, do exemplo que exige e do trabalho que dá viver fora de si e amar.

Fato é que tudo isso tem algo de muito bom! E muito a ver com a Culinária Viva e a saúde através dos alimentos, nosso tema central no blog! Além de amar, claro!

Descobri ontem que estou comendo menos do que deveria e bagunçando mais meu corpo do que poderia. Eu sou uma pessoa que não sabe o que é estar atoa ou ter tempo para fazer nada. Então estou sempre fazendo coisas, muitas coisas, e isso demanda muita energia, por isso meus horários são bem malucos e não tenho muita regularidade…

Sobre ficar poder ficar atoa, as vezes eu ouço isso da minha irmã e sinto um misto de indignação e inveja...rs, mas isso é tema para outro post ou esse aqui vai acabar sendo um livro! kkkk

Fato que eu, sabidamente muito acostumada com o bem estar, experimentei por dois dias um mal estar incrível, primeira vez na minha gestação. Não era calor, não era gente problemática me estressando, “não era fome”, nem sede e nem sono. Tudo parecia estar atendido como o “habitual”…

Opa, “habitual”? …

“Habitual” é o que faz a zona de conforto funcionar, e como disse no início isso, nada tem a ver com a maternidade… Não é mesmo?

Foi preciso ouvir da médica de plantão da maternidade que minha vida mudou. Não posso mais comer o que quero na hora que eu quero… Choooocante! E que esse estado é definitivo! Ou seja, permanente. E que irá se agravar em breve com a chegada da segunda pessoa que também precisará ter todas as suas necessidade atendidas com horários e rotina e tudo mais… Chooooocante!

O bebê é claro, né? Tem que ter hora pra tudo e tudo tem quer ser na hora dele! Meu Deus!!!

Porque o corpo da gestante não é um corpo livre como o que eu tinha antes, pra quem eu dava comida a hora que queria e o que eu queria. Esse corpo não… Esse agora exige! Exige maior aporte de calorias, regularidade de 3 em 3 horas e tudo mais tem que ser imediatamente atendido, assim como xixi, cocô, sede, sono e tal… Chocante!

Lembrei da dieta que fiz na adolescência quando eu não tinha nada pra emagrecer, mas que a médica me disse que teria que comer a cada duas horas! Chocante!!! Pensei que ela estivesse tramando algo com a minha avó… Mas não, ela estava sendo honesta. Eu até emagreci! Só comentei pro ser um fato tão chocante quanto essa “novidade” sobre do corpo da gestante!!!


Então, assim como há 12 anos atras, quando comecei a escrever o blog, eu sinto um novo chamado de estilo de vida, notadamente o alimentar naturalmente.
E senti que teria que começar escrevendo aqui, porque escrever aqui para você faz parte de registrar para mim meus novos começos. Novos cardápios, novas ideias de aporte de calorias e carboidratos!

A velha Juliana Viva ainda ri disso… rs… Mas agora sabe que não adiantar mais rir, tem que executar!

(Enquanto escrevo vem a sede e a vontade de ficar aqui até o final, apesar de ter esquecido a garrafinha d´água… mas vai que tem alguém na cozinha, um cachorro faz uma coisa linda no caminho e eu largo o texto? Vou terminar, só falta um pouquinho...rs Reviso tudo depois da água! kkkk Mas vamos voltar ao assunto!).

Para quem se aplica essa conversa? Apenas para gestantes? Na na ni na não!

Essa conversa se aplica sim a outras gestantes, como uma partilha da minha experiência, não como atendimento específico, como sempre espero animar as pessoas a uma boa conversa com a sua nutri, como sempre fiz! E assim essa conversa também é e será para todas as pessoas interessadas em mudança de estilo de vida e melhora dos hábitos alimentares a partir do aumento do consumo dos vegetais, vivos, crus e "preparados de formas saudáveis".

Eu penso que será ainda mais amplo o leque dessa fase, pois em função do aporte de calorias e carboidratos, sem dúvida, permissões não cruas, mas bem saudáveis, farão parte dessa conversa com sugestões. O que espero ajude muita gente a se livrar do mito de que a comida viva na sua rotina tem que ser tudo ou nada! Porque não precisa ser assim. Esse entendimento irá auxiliar a sua mudança de estilo de vida gradual e feliz.

Então, essa conversa é para todas as pessoas que querem viver mais e melhor através de novas mudanças alimentares com os alimentos vivos, vegetais e saudáveis!

Desejo que as portas do seu coração se abram para toda a alegria da renovação dos ciclos, que esse ano seja um ano de vitórias, de alegrias e de muita superação no seu desejo de viver um novo estilo de vida, notadamente com novos hábitos alimentares!

Fé em Deus e muita força de vontade!!!

Um vivo abraço,

Juliana Malhardes

COUVE MARINADA AMORNADINHA

O calor das mãos marinando oferecem textura de cozido a vegetal! Tornando mais macio e saboroso seu consumo cru!
Ingredientes:
1/2 molho de couve cortadinha fino
1 dente de alho grande (a seu gosto) picadinho e amassadinho
1 fio de azeite
1 pitada de sal
Preparo:
1. Lave e pique a couve;
2. Pique e amasse o alho;
3. Misture todos os ingredientes, apertando com as mãos até que obtenha aspecto de couve cozida; e
4. Amorne delicadamente, sua mão é o termometro da vida;
5. Coma imediatamente pra manter o alimento aquecido.
Dica:
Acrescente sementes germinadas a sua livre escolha!
Faça tb com outros vegetais e legumes!
Viva a Culinária Viva Criativa!
Um vivo abraço!
Juliana Malhardes
www.culinariaviva.com

Como lidar com situações sociais na Alimentação Viva

Queridas flores e brotinhos, segue o vídeo com essa conversa que é fundamental para darmos início e continuidade a esse estilo de vida maravilhoso!


Até 24/11 Todos os meus Cursos Online de Culinária Viva juntos, com 77% de desconto!


B12, o potencial Sem limites


Eu ouvi uma coisa linda sobre B12. Acredito que tenha sido a coisa mais relevante até então. Maior que algo que se relaciona a comer ou não comer carne, maior que ser ou não ser vegetariano, maior que o julgamento de quem come com ou sem carne. Maior que a teoria de que as taxas de pessoas que comem de tudo não podem ser comparadas com aquelas que não comem de tudo. Maior que B12 estar relacionada com a diversidade alimentar. E todas as outras ideias relacionadas e associadas. Maior que tudo isso...

Até porque, na minha humilde opinião, tudo isso é retórica quando sabemos que "carência" de B12 é coisa que dá em gente, em gente que come de tudo, gente que não come nada, gente que é chata pra comer e gente que escolhe demais o que considera bom pra si...rs Enfim, coisa que dá em gente, mas não em toda gente, mas em muita gente! Coisa assim.


Antes de mais nada creio que seja bem bacana reforçar que respeito muito e considero super relevante estar de olho nessa vitamina,  que mexe com todo o nosso potencial, clareza de pensamentos e muito mais. Por isso estou sempre lembrando a sua importância para as pessoas a minha volta. Mas hoje vim conversar sobre uma "forma de tratar o tema" que ouvi falar por esse dias.


Em uma conversa com minha amiga, a chef educadora Cynthia Brant num encontro que tivemos lá no Terrapia e ela me trouxe uma reflexão de uma nutricionista sobre a reposição de vitamina B12. Eu do alto da minha B12 no limite aceitável de sempre, dizia que não achava que eu tivesse problema  com isso, pois sempre está lá no limite razoável e eu não sinto nada dos sintomas listados como os que se relacionam com a falta da vitamina.


Então, ela me conta que mais do que limites e razoabilidade e taxas, a reposição de B12 se relaciona com algo maior que não dedicamos muita atenção, geralmente. Segundo ela, a "amiga nutri", que queira me perdoar, não registrei o nome, ensina que ter bons níveis de B12 se relaciona com ter uma percepção do próprio potencial, que através da devida reposição, pode nos fazer chegar a níveis que nunca imaginamos que poderíamos vir a desenvolver.


Que apenas com a reposição chegando a níveis mais que razoáveis ou baixos, somos capazes de experimentar uma noção real da nossa potencialidade, um outro nível de concentração, capacidade de realização e produção, além de criatividade e dinamismo nunca antes observada.


E eu me peguei pensando nas coisas que tantas vezes acreditamos que não somos capazes de realizar ou transformar. E quantas pessoas se queixam comigo, hoje mesmo almocei com uma amiga que se queixava de não conseguir dar andamento em coisas relevantes na sua vida. E claro que pensando em forma espiritual e força de vontade, mas nunca conversaríamos sobre B12 como uma aliada nessa transformação.


E eu me peguei pensando naquele filme "Sem Limites", será que você assistiu? Então sabe que estou vou brincar de exagerar, mas foi essa imagem que me veio a mente! kkk... Salvando as devidas proporções eu fiquei pensando em como pode ser magnífico descobrir que apesar de todos os esforços modelando um estilo de vida saudável, buscando dormir cedo, comer bem, não comer comida danosa (sempre), respirar ar bom, estar em contato com ambiente natural, se movimentar nesse ambiente, estar em contato com a horta e valorizar os alimentos naturais e saudáveis, uma vitaminazinha facinha de tomar poderia fazer uma diferença que nunca imaginei na minha realidade.


E isso me colocou pra pensar. A primeira ideia é que seria maravilhoso sair correndo e tomar logo uma injeção de reposição da vitamina pra começar o processo com intensidade, até porque a vitamina B12 demora muito pra começar a ser assimilada e diante de viver o máximo do potencial nunca antes imaginado eu pensei "como seria maravilhoso tomar uma dessas agora"! kkk... Tudo verdade! kkkk Pessoa muito animada....rsrs...rs Será que me falta mesmo B12? kkkk


Portanto agora, nesse momento maternidade, por recomendação da minha obstetra, comecei uma jornada de reposição da santa vitamina B12, e claro que obedeci rapidinho,  super animada pela expectativa de uma nova postura, uma nova força criativa e uma nova potencialidade, "sem limites" ou pelo menos nunca antes experimentada....rs Sério! ...rs


Animada e confiante, recomendo que você avalie essa ideia para sua realidade e descubra se de fato há outros níveis de ser e viver que estão adormecidos na carência da diversidade, representada pela flor de vitamina B12! E que você vai saber se pagar pra ver. E se não for, mal não vai fazer!


E vamos que vamos navegando pelos mares da saúde, nas rotas das boas novas, buscando aportar em mundos de mais força de vida e de viver, agora e sempre e cada dia mais!


Um vivo abraço,

Juliana Malhardes

Não se trata de alimentos

Então a gente acredita que alimentação é o tema central da Culinária Viva.
A gente acredita que seja apenas uma questão de saúde e bem estar. 
Mas no fundo no fundo o tema central é a forma de viver e de ver o mundo. 
É a visão mais ampla das coisas, do mundo e das pessoas.
Mais do que a chamada visão crítica, a visão clara das desarmonias nas ditas normalidades, e das normalidades no incomum que uns preferem chamar de complicado, radical ou exagero. 
E fé, não fé santa, uma fé de coração, a crença viva na regeneração e na certeza de que o melhor está se construindo apesar do que nos contam as notícias comuns e normais. 

Bom feriado! 
Um vivo abraço! 
Juliana Malhardes

Imagine um mundo sem adoecimentos!





Imagine um mundo sem adoecimentos, feito de gente animada com a vida, confiante nas mudanças que estão por vir, pessoas radiantes por suas escolhas, certas de que sua saúde está regenerando e não esperam que ninguém lhes diga isso! Imagine conversas cheias de risos e livres de cobranças e lamentações espalhadas por todos os lugares. Um mundo de pessoas livres de pesares, mas sim plenas de gratidão e auto realização! Eu acredito nesse mundo! Ele é real e possível!

Esse link é pra esse video, que conversa um cadinho sobre tudo isso! A nossa silenciosa, mas verdadeira Revolução da Saúde e forma de viver!!!

https://youtu.be/mzZYqtPDxN0

Gratidão e até a próxima!


Um suco verde com sementes germinadas da Ju

Você quer acordar mais feliz todos os dias?

Então esse é o meu segredo, um desjejum maravilhoso, cheio de verde, alegria, vitalidade e muita luz! Sim, verde é concentração de luz! E luz é a fonte da vida! Pode acreditar!

Eu desejo pra você muitos sucos, cheios de sorrisos e alegria de viver, hoje, amanhã e sempre!

Feliz germinação!

E até a próxima!

Vivíssimas beijocas!
Juliana Malhardes

Decoração de cozinha da Culinária Viva






Olá queridas flores e brotinhos! Tudo germinando por aí?

Vim contar pra você uma novidade da minha cruzinha! E, sem falsa modéstia, ficou linda!

Eu coloquei na minha cozinha um conjunto de armários bem convencional, que tinha uma tarja preta de vidro, mas algo nisso me incomodava horrores!

Então, pensei, pensei, como poderia ter mais vida aquele armário tão preto e branco...rs

E ideia daqui, ideia dali, me veio a ideia de colocar "brotos"!

Então é sobre isso que vim conversar com vocês e passar a ideia, que pode ser que você curta e que alegre a sua cruzinha viva com muita vitalidade!

Vamos lá?

Como fazer o seu adesivo:
1. tire as medidas da area que deseja cobrir, pode ser armário, uma faixa na geladeira ou no azulejo da sua "cruzinha" viva! Deixe uma sobra para acabamento.

2. Escolha a imagem, defina qual broto ou imagem deseja imprimir.

3. Peça ajuda a um profissional para verificar o tamanho da imagem, pois a qualidade da definição
vai fazer toda a diferença no resultado final da sua arte!

4. Peça pra imprimir em vinil, pois apesar de ser mais caro, não é nada absurdo e vai durar mais, pois é lavável. Essa qualidade vem por metro quadrado, então você pode aproveitar toda a superfície com o desejo que escolher e o profissional irá cortar nos tamanhos que você indicar.

5. Deixe sempre uma pequena margem para fazer o acabamento.


Como aplicar:
1. Eu escolhi começar de baixo para cima para ter uma base retinha.

2. Use um pano para alisar o adesivo, algumas pessoas indicam rodinho de pia, mas eu não tenho essa experiência. O pano levemente umedecido ajuda a evitar bolinhas de ar.

3. Cubra toda a superfície.

4. Retire os excessos e corte as sobras com ajuda de uma faca bem afiada ou um estilete.

5. Tire uma foto me mande pra mim! :D Vou amar ver sua cruzinha viva novinha e muito feliz!


Segue as fotos!
Antes era tarja preta! Agora está tarja verde!!! :D 

Usando um pano levemente umedecido, comece de baixo para cima para não ficar torto!

Cuidado nessa etapa pra não rasgar! 

Acabamento com faquinha ou estilete! 

Resultado final!
Tarja verde de muita saúde e encantamento pela vida! 


Vivíssimas beijocas e até a próxima!