"Aguarinha" ou "Caipiragua Viva"

fevereiro 25, 2012 Juliana A. Malhardes 2 Comments

No Brasil diz-se que o ano só começa depois que o carnaval termina. Porque é a época que a turma volta as aulas nas escolas e a rotina toma seu lugar. Sem planejar e nem pensar, ontem, eu e minhas amigas da “LIGA” (4 amigas, vizinhas e que trabalham na Fiocruz) combinamos de nos encontrar anoite na casa de uma delas. Sem combinar o traje, todas foram vestidas de branco! A cor das roupas somada ao clima de alegria e reencontro deu sabor de “ANO NOVO” a nossa “festa”!

Um brinde a vida com vida!

A festa era convencional, coisa de sexta-feira, onde amigos que tem hábitos alimentares completamente distintos, se reúnem para beber, comer e estar, rindo e conversando sobre a vida. Cada um levou algo e eu levei uma pastinha de girassol germinado (que fiz em 5 minutos) e crackers de linhaça com tomate seco que já estavam prontos. Na festa essas comidinhas vivas compuseram a mesa com todos os demais petiscos convencionais permitindo que as pessoas combinassem como quisessem.


Aguarinha de Limão 


Aconteceu na casa da Erica e do Felipe, uma casa linda, junto da terra e com uma cozinha SUUUUUPER LINDA! A brincadeira da cozinha era fazer “caipirinhas”! Sim, com álcool, frutas frescas variadas, gelo e açúcar. Pense! :OD Eu olhei, pensei, pensei e decidi: Vou fazer uma caipirinha pra mim também! E foi assim que saiu a “AGUARINHA”... kkkk... Imagine! Preparada com água e frutas frescas, com direito a todo charme da coqueteleira, gelo e tudo mais! Um luxo de verdade! :OD



Marcinha, super barwoman

No campo das memórias afetivas, pra mim, preparar esse “drink” de água e frutas me fez voltar no tempo! Já nem lembrava o quanto era divertido fazer “caipirinha”! Apertar o limão, “chaqualar” a coqueteleira, servir, brindar, rir,... E a brincadeira foi contagiante! A “AGUARINHA” ficou bem gostosa, sabia?!

A Marcinha, minha amiga, que assumiu a função de “barwoman” se empolgou com a ideia e criou váááários sabores de Aguarinha: Limão, limão com gengibre, lima da pérsia com mel, abacaxi, limão com manjericão,...rs Uau... Posso dizer que “metemos o pé” e eu bebi várias Aguarinhas! kkkkkkkkkkkkk Pense!

"AGUARINHA" da Marcinha!


Ah! A melhor (pra mim) foi a Aguarinha de Limão! Que nada mais é que a querida água com limão de cada dia, altamente alcalinizante e organizadora da vida no corpo. Mas que ali, na festa, estava disfarçada de “caipirinha” nos ajudando a integrar afetos e fortalecer a ideia de estarnomundocomosoutros celebrando juntos, ainda que em drinks “um pouco” separados. Sabe amigos, com o clima da alegria que contagia dá pra “fazer a cabeça” feliz com Aguarinha de Limão.

Gratidão aos meus amigos queridos, a turma da caipirinha, que provou e aprovou o sabor e a ideia viva com muito carinho! Querida Liga, queridos Erica e Felipe, gratidão pelo acolhimento! Até a próxima!

Para todos nós:
FELIZ ANO NOVO!!!!

Bjins

2 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana

Macarrão de Algas do Ceará com "Carninha Moída" de Centeio Germinado

fevereiro 23, 2012 Juliana A. Malhardes 2 Comments

(Pasta de Algas de Ceará (Brasil)
con "Carne Molida" de Centeno Germinado).
 
Amig@s!
Isso é coisa muito séria...rsrsrsrs Macarrão de Algas do Ceará com "Carninha Moída" de Centeio em Grão Germinado. É o verdadeiro "parece, mas não é"...rs Essa alga é perfeita pra brincar de macarrão. Ela é é diferente de todas as algas que conheço porque tem consistência de pasta al dente e ganha o sabor dos temperos e do molho (salsa) que escolhemos.
Com carinho,
Juliana

2 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana

Almoço Vivo

fevereiro 22, 2012 Juliana A. Malhardes 1 Comments



Cracker de Linhaça com Tomate desidratado. Patê de Girassol com polpa de coco e salada colorida com coco, ameixa, folhas verdes e tal...

A vida pode ser assim!

Com carinho,

1 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana

Brotos de Alfafa

fevereiro 21, 2012 Juliana A. Malhardes 7 Comments

Brotos de Alfafa me encantam!
Brotos de Alfafa
Houve um tempo em que toda vez que eu  passava pelo Hortifruti, aproveitava para olhar os brotos de Alfafa. Não tinha ainda ideia das reflexões a cerca da vitalidade, energia vital, encantamento e tudo mais que um dia eu viria conhecer. Eu simplesmente me alimentava de olhar os brotos.
Caixinha de brotos na mão, olhar luminoso e o coração cheio de encantamento por aqueles seres minúsculos e serelepes. Não que eu pudesse explicar, mas eles estavam vivos e irradiavam a alegria de quem celebra uma visita (...risos...). No mercado as caixinhas se renovavam, iam e viam, mas os brotos novos sempre tinham aquela energia que me alimentava e era por isso que eu sempre voltava.
Confesso que naquele tempo eu nem os comia... rs, mas me nutria do encantamento da sua energia viva e radiante! Um dia aprendi a cultivá-los em casa, ou melhor, em apartamentos, na cozinha, no quarto, dentro dos vidros, das bandejas,... Vivemos muitas experiências e até hoje os brotos de Alfafa estão por aqui, me encantando.

Como Cultivar Brotos de Alfafa 

7 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana

Como Cultivar Brotos de Alfafa

fevereiro 09, 2012 Juliana A. Malhardes 15 Comments

Brotos de Alfafa
Coloque uma colher de sopa de sementes de brotos de alfafa (brote de alfa) num pote de vidro limpo, transparente e de boca larga (reutilize os de palmito, por exemplo, que são ótimos).

Acrescente água até metade do vidro.

Cubra a boca do vidro com um tule fininho ou filó dobrado e prenda com um elástico de escritório.

Deixe as sementes bebendo água, de molho por uma noite (12 horas).

Pela manhã escorra a água, lave as sementes e enxague bem.

Agite o vidro espalhando as sementes de maneira uniforme para que respirem livremente sem ficar muito "emboladas" umas com as outras.

Coloque o vidro num angulo de 45º, com a boca virada para baixo num escorredor de louças.

Depois é só lavar bem, diariamente, pela manhã e anoite, em dias muito quentes pode lavar mais vezes.

Faça isso por alguns dias até que apareçam duas folhinhas, que são o sinal do ponto ideal para colher.

Sugiro que sempre olhe pra eles por alguns instantes. Sinta-os. Sinta-se.

E acrescente em tudo que comer no seu dia a dia, saladas, saladas de frutas, sucos, comidinhas de uma maneira geral!

Desejo felizes encontros com Sementes que viram Brotos de Alfafa!

E que você se encante também!

Até a próxima!

15 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana

3º Encuentro Internacional Crudista-Vegano

fevereiro 04, 2012 Juliana A. Malhardes 0 Comments

Queridas Sementinhas do CulinariaViva.com,
2012 está germinando com a força viva da ação. Como vocês sabem, decolamos com as sementes para o "3º Encuentro Internacional Crudista-Vegetariano" em Cochabamba, na Bolívia. Vim contar um pouco dessa viagem de 10 dias de "Harmonização com a Mãe Terra".

Pra mim o primeiro aprendizado foi a organização da Alimentação Viva para uma viagem sem poder levar líquidos e com o risco de perder as sementes na alfandega. O que não aconteceu, graças a Pachamama que fez dar tudo certo! A dica é:  leve a comidinha toda pronta e talheres de madeira (sem serra) para comer no avião!
Vivo e feliz!
Isso é que é serviço de bordo de primeira classe!


Destino:  COCHABAMBA - Bolívia.
No "comedor" do hotel,
nossa primeira refeição Cochabambina.
Café da manhã: prato de frutas com sementes e brotos.
 Nossa busca maior é pelas sementes que podemos consumir germinadas, por isso passamos os primeiros dias da viagem visitando mercados locais e identificando sementes e legumes.
Muiito amendoim já sem pele! 
Mercado popular, coisa fina!
Vegetales mui familiares!
Tem semente aí?
"Que vas a llevar, mamita?"
Essa é a frase que mais se ouve
das senhoras nos mercados populares.
A Cultura Andina preserva no país a força do cultivo com baixo nível de agrotóxicos e oferece uma variada opção de vegetais de cultivo orgânico em mercados super populares. A maior parte desses alimentos nos é muito familiar, como por exemplo: amendoim, milho, banana, manga, batata... Entre outras novidades locais.

Há cerca de 200 variedades de batata (papas)
conhecidas e consumidas na Bolivia,
mas os números crescem muito quando se trata das existentes
e muitos dizem que são  mais de 2000 qualidades,
vá saber..rs
Barraquinha de suco de laranja,
feito na hora,é que nem Coco em Niterói,
tem em tudo que é esquina, mui rico!!!
As senhoras de trancinhas não gostam de ser fotografadas,
mas até aí eu ainda não sabia...rs 
Tuna é um cacto doce que é como um fruta,
bem gostosa e tem pra todo lado.
Geraldinho tentando um suco no liquidificador de manivela...rs
Logo passamos para um liquidificador que era relíquia, do hotel... rs
O probrezinho "tinha" 23 anos e tb não aguentou muito mais que um suco até pifar...rs
Moral da história, viaje preparado para comprar um liquidificador!
Visitando uma vila agroecologica em Quiliacolo - perto de Cochabamba
Placas no lugar buscam despertar novas idéias.
Tradução: Se dê outra oportunidade :)
Pousada transcendental! Pense!
Um lugar pra um pic-nic vivo de almoço!
Até que começa o "serviço" propriamente dito...rs
Os organizadores nos convidam para a abertura oficial
do" Encuentro" que aconteceu na prefeitura de Cochabamba.
Na foto o médicos higienistaVictor Macena (Bolivia)
Maria Luiza Branco (Terrapia - Brasil),  Keppa (Pais Basco),
Maritza (Bolivia), Ormar Horst (Argentina) e o representante do prefeito.
Tá tudo muito bom, mas é hora de partir rumo ao Encuentro.
No ponto de encontro na Praça Colón,
 encontramos o nosso Luciano Vivo com sua preciosa Luana! 
Casa do Acampamento Los Molinos
e vaquinha que desejava nossas alfaces.


O encontro aconteceu numa estrutura de acampamento num local chamado Los Molinos, fora da cidade. Lá reunimos pessoas de 10 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, França, Inglaterra, Pais Basco, Peru, Uruguai e Venezuela que tinham em comum a certeza do amor como alimento fundamental.

Ó nóis aê!
Todos juntos!
CRUzinha Viva Internacional com os Chef Crudistas:
Vit Jayo (Chile), Diego Castro (Argentina) e Luciano Vivo (Brasil)
"Uniforme" oficial:  Avental do Terrapia!!! Um luxo! :O)
Esse é o "mui rico" Melão Andino,
 que ganhou lugar en mi corazón!
Imagine que KOKOPELI também apareceu por lá!
Ele representa a Fertilidade 
e na Sabedoria Ancestral Indígena
nos ensina que é chegado o tempo da colheita 
de tudo que foi semeado.
É TEMPO DE COLHEITA
Para não perder o hábito...rs, dediquei a maior parte do tempo às preparações culinárias cooperando na “CRUzinha”, no apoio aos hermanos chefs crudistas latino-americanos. No convívio estreito com os "vegetales crudos”, germinamos um ambiente de troca, aprendizagem, amizade e acolhimento.
Grupo da CRUZINHA em ação!
E a cada refeição o Chef Diego apresentava os pratos! 
E assim seguimos: a comer e a fazer comida para todos!
Dica de auto cuidado ecológico:
O ar seco castigou a pele e para aliviar usamos:
"Aloe" ou Babosa fresquinha.
Ops... surge mais um Chef,
"nuestro hermano" Leo (Argentina) integrou o grupo!
Enrolados de folhas de acelga recheados com salada verde,
 manga e creme de castanhas do Brasil temperado.

Comida pronta é hora de rodinha... vamos lá:
Tembiu Pornan Aguijeveté!
Alimento lindo, alimento vivo, quero agradecer!
Alimento vivo, alimento hermozo quero agradecer!


Na apresentação teórica compartilhei a experiência do trabalho com Educação em Alimentação Viva que venho realizando no Brasil, o programa de introdução a Alimentação Viva baseado na metodologia Terrapia, através dos cursos online ao vivo, personal e o CulináriaViva.com. O que  resultou na demanda de cursos em Espanhol online ao vivo. Nossa árvore está espalhando sementes, Gracias a La Madre Tierra!

Maria Luiza Branco apresenta a metodologia Terrapia
e Alimentação Viva na Promoção da Saúde

Apresentação prática do Terrapia:
aula de Germinação de Sementes e de demonstração da nossa Culinária Viva
Mais uma dos preciosos amigos do grupo da CRUZINHA!
Almocinho ao ar livre!
Aceitei e assumi a representação Brasileira do grupo da Alimentação Viva, que tem o objetivo de divulgar a prática no Brasil e cooperar na coordenação do próximo encontro internacional: "Harmonizando com a Mãe Terra" ou "Armonizando con La Madri Tierra", através da aprendizagem com Alimentação Viva.

Grupo de organizadores do próximo Encuentro
 que será no Peru, em outubro de 2013!
A Escola Viva Terrapia, com sua metodologia estruturada, gerou interesse pela criação de centros de difusão da Alimentação Viva na Bolívia e a demanda da participação na organização da metodologia do próximo encontro que será realizado no Peru em outubro de 2013.

Entre Ju Malhardes (eu) e Maria Luiza Branco, está a Carmen,
organizadora que será nossa anfitriã no próximo Encuentro no Peru.
 Nas conversas, palestras, danças e músicas recebemos a boa vibração da Cultura Andina. Germinando assim novas conexões entre pessoas que estão caminhando no estilo de Vida da Alimentação Viva. Agregando novos "hermanos" à família Terrapia ganhamos e compartilhamos força para seguir o caminho com muita energia de vida.

Amigos, no facebook “Juliana Malhardes” você vão encontrar mais fotos do encontro.

Gratidão pelo carinho sempre,
Juliana

0 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana

Samba do Terrapia

fevereiro 01, 2012 Juliana A. Malhardes 0 Comments

SAMBA DO TERRAPIA
Compositor: Zé do Bié
Intérprete: Geraldopg


Aqui e agora
É hora de germinar,
Alimento vivo energia da vida,
Unindo o Sol, Terra, Água e o AR,
Vem viver a natureza,
Onde a vida é natural,
Alegria, harmonia e prazer,
Num eterno carnaval,


Clorofila sangue da flor,
Terrapia aflora o amor,
Clorofila sangue da flor,
Terrapia aflora o amor


E aquí

0 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana