Viva o alimento que faz sorrir!!!

10:51 Juliana A. Malhardes 0 Comments

Olá amigoooooooooos!

Quero começar nossa conversa hoje agradecendo a sua presença e a de todos os leitores e seguidores do blog, pois são vocês que dão sentido a vida e existencia desse lugar! Especialmente pela energia daqueles que me escrevem dando retorno do quanto esse lugar digital facilita e inspira a germinação de sementes e de novas escolhas em suas vidas. Gratidão, viu? E aqui cabe um agradecimento especialíssimo a Nubia Regina. Vocês imaginam que quando eu deixo o blog um pouco de lado, vivendo a correria de “equilibrar pratos” (tarefas) no dia a dia, essa querida flor, escritora, me escreve delicadamente me recordando a importância do grupo, de estar em contato com outros praticantes, recorda os desafios de se manter “vivo” quando se mora em cidades isoladas,… Enfim, com essa conversa ela me recorda o quanto o blog a ajuda a se manter conectada às sementes e à Culinária Viva. Por fim ela sempre encerra assim: E aí Juliana, parou com o blog? E eu adoro quando ela faz isso! Tem sido assim que Nubia, como uma colaboradora espontanea,  tem me trazido de volta tantas e tantas vezes, para o lugar que, de verdade, eu mais gosto de estar: escrevendo, tecendo linhas e germinando sementes em sopas de palavras inspiradoras de vida, aqui.

Apesar das aparências e de todos os benefícios que irei mencionar, a vida no estilo de vida da Alimentação Viva, não me exime do fator humano do viver,...rs Dos aprendizados do corpo e da alma, com todos os desafios de ser. Ser profissional, dona de casa, “mãe de gato”, mulher, amiga, filha e cuidadora de tudo. A pessoa aqui dirige carro para lá e para cá, se aplica buscando administrar “ecologicamente” o corpo, a pele, o cabelo, a casa e uma empresa,… dá aulas, escreve, responde pessoas, negocia propostas, desenha projetos, paga suas contas, compra, vende, xeroca, imprime, lê, apaga e ainda se mete nos cuidados da vida de cachorros que pedem ajuda… Orienta educadores formandos, carrega um sem fim de toneladas de sacolas de sementes e vegetais e ainda lava rios de louças diariamente….rs Lê, estuda, pesquisa e a ainda faz toda a comida que consome, todos os dias! Kkkkk Posso rir! E isso já é o máximo. E pra minha MAIOR alegria, Graças a Deus, a família Culinária Viva só cresce, toda dia chega gente nova e naturalmente mais tarefas surgem... rs E vou lá. E o tempo é sempre o mesmo tempo. E eu topo! Vou lá!

O que muda na vida viva, então? A super energia que amplia astromicamente a capacidade de encontrar soluções e aceitar que mudanças precisam acontecer, goste ou não, no primeiro momento, elas precisam acontecer! O que importa é viver o que se apresenta com fé e alegria então!

E quero aproveitar o pé de uma pergunta que recebi essa semana para conversar sobre o tema relacionado a saúde que mais atrai nessa caminhada viva. Todos vocês sabem bem que a minha pegada primeira na busca pela dieta viva tem suas raízes numa hiper alergia alimentar, associada a uma delicadíssima digestão que não tolera alimentos cozidos, processados, leites e derivados, carnes e afins. Acontece que buscando uma coisa eu encontrei outra, no caminho descobri que os benefícios do alimento vivo vão além, melhor dizer muito além, da digestão facilitada e o super ganho energético, associado a uma melhora cognitiva, que por sinal muda tudo quando temos que lidar com tantas tarefas.  Descobri os benefícios que são gerados no campo da INTELIGENCIA EMOCIONAL, otimizando nossa capacidade de ter uma visão mais ampla das situações, ou seja,  os “olhos de furacão” que passamos não nos parecem mais tão turbinados, nossos “buracos de abandono” internos não são tão profundos quanto foram um dia. A gente até cai, e é claro que cai, isso é parte do “fator humano”, do “aprendizado da alma”, o que justifica estar aqui na Terra, mas caímos menos e aprendemos a levantar bem mais depressa de cada tombo ou balançada. Desespero, não faz mais longa morada. A paz retoma seu lugar mais depressa.

E para temperar essa conversa com um toque de “pesquisa”, trago a baila as preciosas ideias do Dr. Helion Povoa, no capítulo que dedica ao tema “INTESTINO” no seu trabalho “O CÉREBRO DESCONHECIDO” – Ed. Objetiva – 2002.

“ A simples felicidade depende fundamentalmente do que passa no sistema gastrointestinal, por conta das condições que cada organismo tem de secretar a SEROTONINA, o neurotransmissor responsável pela alegria e bem estar”.

“A depressão é uma bola de neve de deficiências nutricionais que vão impedindo a fabricação de serotonina, noradrenalina, dopamina e outros. Precisamos de seretonina para encontrar soluções para os nossos problemas, selecionar melhor as amizades, manter um trabalho prazeroso e enxergar a vida em seus aspectos mais positivos = INTELIGÊNCIA EMOCIONAL”.

Bem, levantei a bola e agora vou ter que deixá-los, porque tocou o despertador já duas vezes, avisando que tá na hora de pegar o carro e ir lá na dentista, que fica lááá na cidade! Rs...

Prometo trazer mais dados desse trabalho, que tá aqui na minha mesa, se oferecendo para pular dentro do texto sedutoramente... Isso porque finalmente vamos descobrir que Tico e Teco nascem no intestino!!! PENSE!!! Quem diria? Kkkk...

Só pra dar mais um gostinho, na sequencia, o autor segue descrevendo aspectos intestino, relacionando a importância de serotonina, a permeabilidade intestinal, o centro imunológico, a flora intestinal, os radicais livres, explicando a importância da saúde desse ENORME terreno interno para nossa ALEGRIA DE VIVER!

E por falar em felicidade, não podemos deixar de falar em CHOCOLATE VIVO (CLARO)! Que tem sido objeto do meu maior deleite de pesquisa em todos sentidos nesse momento da vida! Estou apaixonada pelo TEMA, mais que sempre!!! Tanto que essa semana o CulináriaViva.com vai decolar para Ilhéus, na Bahia de todos os Santos, para conhecer a maravilhosa produção do chocolate cru que estamos divulgando amplamente. Cru, orgânico, fino e sadio, venho aqui explicar exatamente o que significa isso antes de voar para visitar os Jequitibás centenários da zona Cacaueira, participar de uma colheita maravilhosa e outras delicias mais que temperam a importância ecológica da produção do cacau na preservação da Mata Atlântica Brasileira.

Amo vcs! Tenham um dia luminoso, meus queridos! Gratidão sempre por me proporcionarem o sentido desse trabalho.

Beijo e carinho sempre,

Amor de Ju!

A propósito! RECEITINHA É CLARO!!!

Essa semana encontrei umas avelãs maravilhosas no Irmãos da Terra em Icaraí – Niterói. Fresquinhas, branquinhas por dentros, graúdas!!! Liiiiiiiiiiiiiiindas!!!

Germinei de molho por 24 horas, e, sem muito pensar, coloquei num sucão assim:  1 xícara de avelãs germinadas, 2 talos de aipo, 2 maçãs, gengibre, caldo de 1/2 limão, pilei com um biossocador, um cadinho de nada de água e coei tudo no coador de voal!

DELÍÍÍÍCIA TOTAL!

Você também pode gostar de:

0 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana