Filosofia de farofa!

09:39 Culinaria Viva 1 Comments

Há momentos na vida que devemos escolher o tamanho do pote que vamos usar pra guardar a farinha desidratada.

Quando escolhemos um pote pequeno, só porque temos pouca farinha no momento da escolha, vamos sempre olhar e pensar que o pote está completo, esse pensamento não irá nos mover para produzir mais e tudo parecerá suficiente. Mesmo sabendo que aquela farinha é pouca e que terminará na primeira refeição, ocasião que nos veremos sem reservas por vários dias.

Até que outro aipim seja comprado, descascado, liquidificado, coado, desidratado, peneirado e processado até que tenhamos uma boa quantidade de farinha novamente. E ainda assim o tamanho do pote que usamos para guardar vai fazer diferença na escolha da quantidade a ser trabalhada. Em contra partida, quanto escolhemos um pote grande para o mesmo punhado de farinha, toda vez que olharmos para aquele pote vemos que é preciso criar mais alimento, pois estamos abaixo do limite da reserva. Manter o pote cheio será sempre um estimulo para o movimento! Não deixar que energia fique no limite extremo como algo natural.

 Bem, essa filosofia de farinha veio com a escolha de um pote bem grande pra colocar minha farinha! Sempre vi um potão de farinha de aipim desidratado na casa da Maria Luiza, achava belo, abundante, mas nunca me mexi pra fazer o meu igual. Hoje mesmo tendo menos de uma xícara de farinha que nem está processada, dei pra ela um pote grande, cheio de espaço pra ser preenchido. Porque realmente acho que é importante pro dia a dia com a Culinária Viva ter farinha de aipim a vontade!

Ela ajudar a dar “peso” a qualquer saladinha de sementes germinadas com legumes ralados, temperados com ervas verdes frescas, sal e azeite. Assim fazemos uma comidinha que dá “sustância” de forma rápida e prática. Bem, essa tarefa não estava nos meus planos, mas agora que vi meu pote tão vazio, mais tare vou colher aipins no mercado e providenciar o que está faltando!

É isso!

Bom dia, que nossos potes tenham a exata medida dos nossos sonhos, que nossos sonhos correspondam a nossas reais necessidades e que encontremos na sua realização a felicidade “oculta” em cada momento da nossa vida humana preciosa.

Com carinho, Juliana

P.s: Link para posts sobre farofa no blog: http://julianamalhardes.blogspot.com.br/search?q=farofa

Você também pode gostar de:

Um comentário:

  1. Que lindo esse texto Juliana, simples e profundo..estava procurando potes de vidro pra por minhas argilas e acabei aqui no seu blog..muito legal adorei adorei..tbem adoro ver potes de vidros na cozinha cheios!!! Agora ja me convenci que tenho que comprar um potao pra colocar minhas argilas!!!! kkkk graças a seu texto!Namaste!

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana