Alimento Vivo na maternidade!

20:59 Culinaria Viva 0 Comments

Então, as voltas com bebê e trabalho, as coisas na alimentação estão bem desafiadoras pra mim nesse momento. Mesmo trabalhando em casa, o tempo escorre pelas mãos como diz a música!

Além do desejo de me alimentar bem, agreguei o desejo de fazer o melhor para manter uma boa qualidade de nutrientes para o leite do meu bebê, estamos indo para o quinto mês,  ele  pesando  10 quilos, exclusivamente no leite materno,  apesar da minha coluna envergando, ao que parece o projeto  saúde tá dando certo! Se  você não sabe, esse peso numa alturinha de 68 centímetros, é uma medida para um bebe de seis meses grande!!! Sim, um bebê grande...rs

E pra mãe aqui, e entre altos e baixos, as coisa anda bem, por assim dizer...rs

A falta de tempo é um desafio gigantesco, bem pior do que eu poderia imaginar! O  que exige cada vez mais uma organização mínima para  manter uma alimentação ao menos boa.

Naturalmente há momentos que a organização  mínima acaba antes da  reposição das pré-preparações e o desafio recomeça... Mas tá valendo!

Vamos logo a conclusão que cheguei nesse meu novo momento, CULINÁRIA VIVA SIMPLES é a solução!

É isso. Porque quem tem bebê sabe. Se estão acordados querem atenção. Quando estão dormindo requerem silêncio. Junto com isso tem uma rotina que é praticamente uma maratona de atividades sem fim! E a casa tá sempre uma zoeira... Assim como o layout pessoal...rsrs

Festinha na hora de acordar, fraldinha, banho de sol, banho, mamada, soneca, soninho, pestana, coco - outro banho, fraldinha, ... E assim vai... E quando vejo são 16 horas, estou exausta, o bebê nem tanto e a unica coisa que alivia é uma comédia romântica para entorpecer a mente e aliviar a realidade...rs É pra você como é pra mim? Bem, eu passo a maior parte do tempo sozinha, aqui não rola avós ou tias corujas full time, nem babás...rs

Existem mães com desafios bem maiores, eu não tenho problemas de fato, eu tenho uma rotina para organizar com falta de tempo...rs Porém, apesar dos desafios, eu quero comer bem... Esse é o tema da conversa!

E aí? O que aprendi até agora?

Que estou certa e que tenho que continuar teimando...rs

Eu estou entendendo que nada daquela coisa mais elaborada como lasanha viva ou caneloni me pertence mais... Bolinhos? Sempre que tem alguém pra ajudar a fazer as bolinhas, siiiim... Mas na minha realidade não rola muito esse alguém, além da dinda  que as vezes aparece e salva a pátria, mas no geral eu tenho que enrolar o Lucas pra conseguir enrolar bolinhos salgados...rsrs Aí um sanduiche de folha de couve acaba sendo a solução! E eu fico muito feliz, confesso!

Então, é  isso só resta a mãe que quer comer vivo simplificar as refeições vivas. Para facilitar no aporte calórico, vale completar com legumes no vapor ou quinoa ou painço cozidos. Assim mantendo a base viva, mas com um percentual de alimentos cozidos que sejam realmente saudáveis. Vale aqui um critério do que pode ser uma boa cozido. E assim ficar com o melhor dos dois mundos, vivo e cozido. Especialmente nessa época de inverno, onde o quentinho tem seu lugar, em outras postagens quero definir melhor esse tema para que fique bem claro do que estou chamando de quentinho saudável!

Essa composição equilibrada, com escolhas conscientes, oferece ao corpo uma boa possibilidade de resposta para manter um bom padrão de desintoxicação. Uma ideia de um bom número, como preconiza o Dr. Gabriel Cousens, Oitenta porcento alimentos vivos combinados com vinte porcento de alimentos cozidos de qualidade e ainda entrem aqui alguns biocídicos (imagine aqui...chocolate) podem ser bem trabalhados pelo corpo sem maiores danos, ao contrário, como muito boa qualidade!

Há  aqueles mais rigidos que irão dizer que isso seria viver um eterno detox retox, desintoxica reentoxica, mas o possível é um grande amigo. O mais importante é encontrarmos o nosso possível e um bom padrão de auto observação para garantir que a saúde está sendo bem  atendida!

Afinal, do nosso bom humor também depende o bem estar dos pequenos. Da nossa energia para acordar na madrugada e atender com carinho. A nossa disposição para rir e brincar sem parar. Nossa paciência para lidar com todos os palpites de todas as pessoas que fariam muito melhor do que fazemos se fossem mães dos nossos filhos... Tudo isso envolve bem estar e tudo isso está relacionado a boa qualidade do que comemos...

Tudo isso vim compartilhar pra dizer algo que pode ser que você curta muito! Daqui pra frente, vou trazer receitinhas fáceis, cotidianas de mãe sem tempo e corrida. Meio viva e algumas vezes meio cozida de qualidade! :D E desejando sempre que esse meu blog continue te inspirando no caminho da boa saúde a boa alimentação!

Vivíssimas beijocas,
Juliana Malhardes
Mãe do Lucas


Você também pode gostar de:

0 comentários:

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana