Juliana Malhardes

22:40 Juliana A. Malhardes 24 Comments


Olá, sou Juliana Malhardes, praticante do Estilo de Vida da Alimentação Viva, Coach de Autocura pela Alimentação Viva, idealizadora da CulináriaViva.com, Diretora da Culinária Viva Treinamentos e Educadora em Alimentação Viva formada pelo Terrapia/Fiocruz em 2006.

Na busca pela minha autocura mudei meus caminhos profissionais, deixei pra traz as muitas possibilidades de trabalho no Direito Ambiental e na Gestão Ambiental, minha primeira especialização, e optei por viver um estilo de vida mais saudável e feliz.

Indo ao começo:

Em 2001 eu tive minha primeira forte reflexão sobre a vida diante de uma doença que assusta a todos, um câncer de colo de útero. Segui o tratamento da medicina tradicional, operei, deu tudo certo, mas o medo da reincidiva me cataputou para uma busca de mudança radical de estilo de vida. Me impulsionando a deixar pra traz não apenas o tão sonhado trabalho com Meio Ambiente, mas também todos os maus hábitos de vida que detonaram a minha imunidade. Comer qualquer coisa, não comer para emagrecer, dormir tarde, não dormir direito, fumar, beber, stress, sedentarismo, raiva e tudo mais tinha que ficar pra traz.

Descobri que viver tomando pilulas verdes para não estressar não era "normal", que dor de cabeça rotineira não era "normal", que gastrite não era "normal", que ter crises de bronquite não era "normal", que o normal era ter saúde e fui correr atras dela como a unica coisa que importava na minha vida.

Sem duvida a comida era o problema central, e o mais desafiador, entre todos os outros problemas eu também sofria de uma hiper alergia alimentar e mesmo sendo apaixonada por comer e por cozinhar, vi que a unica escolha  que eu tinha era mudar o padrão e encontrar uma nova cozinha que me desce prazer durante e depois de cada refeição. Ela tinha que ser sem queijo, sem massa (não se falava em gluten), sem carne de qualquer cor e sem açúcar. Nada do que eu comia se parecia com isso! Só banana!

Dizem que muitas pessoas desistem a um passo do sucesso, e foi assim, eu já estava quase desistindo,  quando numa palestra do Dr. Alberto Gonzales vi minha esperança renovada, encontrei finalmente a Alimentação Viva e suas promessas faziam todo sentido. Dali em diante eu passei  me dedicar a essa escolha. Escolhi só processar sementes e fazer a gestão ambiental da minha própria saúde, me tornei estagiária voluntária da Oficina da Semente com o autor de Lugar de Médico é na cozinha e o acompanhei por meses, até ingressar no Terrapia/FIOCRUZ e me tornar uma aprendiz dedicada da Dra. Maria Luiza Branco, fundadora do Terrapia - Alimentação Viva na Promoção da Saúde. Buscava ser a praticante e a terapeuta. Decidi muito rapidamente, que seria uma educadora e que esse seria o meu novo trabalho, levaria as ferramentas da vida, para pessoas de fora do Rio de Janeiro, cidade berço da Alimentação Viva no Brasil. E que faria isso através da internet e então nasceu o CulináriaViva.com, o meu primeiro blog.

Muitos resultados maravilhosos na minha saúde adviram  da minha escolha de viver! - O equilibro de um padrão de peso corporal que eu sempre sonhei. A busca pelo peso ideal sempre foi importante pra mim, passei a vida lutando com esforço infrutífero de uso de medicamentos e dietas de controle numa eterna sanfona. E descobri que com os alimentos vivos eu não tinha o mesmo desejo por alimentos danosos, e  como que por um passe de mágica, logo nas primeiras semanas aquele velho impulso que me levava para alimentos gordurosos e pesados se desfez. Lindo!!!  Na saúde em geral tenho tantos depoimentos para dar que seria preciso umas 50 linhas para contar, mas vou resumir do que me curei com alguns exemplos:
* Problemas digestivos;
* Gastrite;
* Dores nas articulações;
* Dores de cabeça rotineiras;
* Humor oscilante;
* Mal dormir;
* Falta de energia;
* Fotofobia;
* Visão turva;
* Candidíase;
* Bronquite cronica desde o nascimento;
* E um monte de outras coisinhas.

A Alimentação Viva foi a chave da virada da minha vida, sou grata ao meu corpo por todas essas doenças e sintomas que me impulsionaram a uma nova forma de viver.  Com ela reencontrei o prazer de comer bem, com bem-estar, muita saúde, entusiasmo e alegria!  Emagreci 16 quilos e estabilizei assim há vários anos. Descobri uma alegria de viver preciosa! E no pacote veio uma linda rede social de pessoas amigas incríveis, com quem continuo aprendendo a arte de viver generosamente a cada dia!

A mudança intensa na minha saúde me fez tomar a decisão de ajudar pessoas a fazer o mesmo por elas mesmas. Logo no primeiro ano no Terrapia, orientada pela Dra. Maria Luiza Branco,  iniciei atendimentos individuais domiciliares e de lá pra cá, aulas em grupo, depois passei a dedicar atenção a educação a distância, com atendimentos pela internet, a tecnologia chegou e me permitiu ampliar esses atendimentos para pessoas do Brasil todo e mais de 5 países!

O grande retorno sem dúvida está nos resultados obtidos por pessoas, na sua maioria mulheres que decidem viver mais e melhor, que recuperam saúde, curam-se de diversas doenças, doenças da tireóide, fibromialgina, artrites, nódulos, insonias, enxaquecas, sobrepeso, depressão, ... E encontram sua beleza natural, auto estima, alegria de viver e se tornam exemplos de superação e influenciam pessoas nas suas redes de vida! E a saúde cresce e se multiplica através de seus exemplos!

Sou grata por sua presença!!!
Um vivo abraço!
Juliana Malhardes

24 comentários:

  1. Parabéns Juliana, por ouvir sua voz interior a te clamar 'participação' consciente em suas escolhas. Parabéns pela coragem e determinação, necessárias em qualquer processo de transformação. Parabéns por se dar o de melhor! Parabéns, mais uma vez, por compartilhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida flor de Deusa, gratidão por sua presença preciosa aqui! E mais gratidão ainda pelo retorno tão amoroso! Que a "força esteja com todos nós"! Muita alegria e boa germinação no seu caminho!
      Vivas beijocas da Ju!

      Excluir
  2. Oi Juju! Vim aqui dar uma passeada no seu blog. Tudo muito lindo!!! beijão, Léo Couto.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Leo!!! Volte sempre!!!
      Beijocas floridas!

      Excluir
  4. Que delícia seu blog! Parabéns! Muito importante a saúde alimentar. Que tal um bate papo sobre receitas para escolas e hospitais municipais??? Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniel!
      Gratidão por sua visita e carinho com esse trabalho! :-)
      Vamos conversar e semear a ideia!
      Volte sempre!
      Bjins

      Excluir
  5. Descubri seu blog por acaso ,eu estava em outra página tentando ver yai chi pela personare.
    Mas que incrível ,achei tudo lindo seu trabalho,vou visitar mais vezes,beijosss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amig@!
      Sinta-se bem vindo! Volte em breve!
      Gratidão por sua visita!
      Nos siga na mala direta de e-mails!
      Até breve!
      Bj
      Juliana

      Excluir
  6. Oi, Ju
    Quando será o curso de "Emoções Vivas"? Aquele onde emoções e alimentos se alternam, complementam-se e se tornam um só... quem já viu a galera devorando uma salada de frutas ou verde ou uma água-de-coco com satisfação nas férias, sendo que nem chegam perto nos outros dias, percebe logo que a felicidade tem muito a ver com as nossas escolhas que faremos juntos ou separados... Ehd

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei a sugestão! rs... Vamos pensar com carinho!

      Excluir
  7. Oi Ju, fiquei muito feliz em te encontrar, a tempo procuro alguem tao sincera no que faz ,parabéns, apartir de agora sou sua fã, quero fazer todas as suas receitas, sempre procurei comer com qualidade, agora vai ser mais divertido com vc comigo, posso compartilhar ideas bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia, flor! Sinta-se muito bem vinda, o blog é nosso! Volte sempre!
      Fico feliz por saber que será mais "divertido" comigo! Seguimos juntas e germinadas! Qdo sentir o chamado apareça num dos nossos cursos ou atividades livres para incrementar o seu vivo "entreterimento" hehehe! Vivas beijocas!

      Excluir
  8. Amei o seu Blog! Minha irmã que é nutricionista que me mostrou.
    Sou vegana e quero mudar minha alimentação, deixa-lá mais saudável.
    Parabéns Juliana! Tenho certeza que suas receitas e dicas vão me ajudar muito.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá! Boa noite!
    Parabéns, seu blog é um primor!
    Tenho pesquisado muito sobre alimentação viva, pois há algum tempo desejo um estilo de vida mais saudável, porém já sou magra e tenho facilidade em perder peso, o que não seria legal para mim. Com sua experiência você crê ser possível seguir a alimentação viva sem que haja essa consequente perda de peso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão querida!

      A alimentação Viva proporciona que você fique no peso ideal para seu corpo, e se você tem dificuldade em ganhar peso pode encontrar várias possibilidades e ir adequando a sua realidade!

      Que tal vir assistir minha palestra e tirar todas suas dúvidas comigo no final da palestra?

      É só se inscrever no link abaixo:
      http://juliana.culinariaviva.com/palestra-transicao

      Beijocas

      Excluir
  10. Boa noite!
    onde posso encontrar sementes de brocolis para fazer brotos.
    grato
    cassiano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cassiano,
      aqui no Brasil eu não sei se vende, mas eu tenho um amigo que comprava de fora, não sei se ainda compra, quem sabe ele te passa o contato pra vc comprar, o email dele é cwotzasek@gmail.com, o nome dele é Zé, Clovis, José.

      Boa sorte aí!

      Excluir
  11. Olá. existem estudos que indicam as sementes no geral (grãos, leguminosas e oleoginosas) como uma provável fonte de contaminação por aflatoxinas que a longo prazo podem ser desastrosas. Gostava de saber qual a sua opinião em relação a esta questão e o que pode ser feito para anular ou mesmo minimizar esta situação, pois as sementes têem um papel fundamental na minha e dieta e da minha familia(inclusive criança pequena.
    Muito grata por sua partilha.
    Tudo de bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida flor, desculpe pela demora!

      Eu evito amendoim e recomendo às pessoas que façam o mesmo. Elas podem estar presentes nos grão como arroz e milho da nossa rotina.
      Então eu gosto de sentir o meu corpo, pq para todo lado há problemas que se relacionam aos alimentos. Se evitarmos tudo, não vamos nem beber água.
      Então, observe, evite o amendoim mesmo germinado e fermentado, quanto as demais sementes nunca ouvi nada que seja grave ou relevante ou que remetesse a ideia de serem evitadas.
      Eu acredito que os benefícios dos alimentos vivos falam por si só, e para sentir, é fundamental vivencia-los!
      Que maravilha que sua criança já está crescendo numa realidade inspiradora da saúde e da vida!

      Vivas beijocas
      Ju

      Excluir
  12. Oi, Juliana. Sou um pesquisador de terapias naturais.Acredito que existe uma vibração própria entre os seres vivos e todo o verde vivo de nosso planeta. Quando sentimos esta vibração há uma interatividade única entre estes reinos e então, nos apaixonamos em descobri-los e cultiva-los.
    Quero parabeniza-la pelo seu belo trabalho e desejo de todo o meu coração que Deus de abençoe sempre em tudo. Abraços.
    José Inhesta Neto - Taubaté SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido José, fico muito grata por seu precioso retorno! Me senti irmanada nas suas palavras!

      Sim, eu creio que vibrando com um vegetal em frequência de encantamento acessamos toda sua família e recebemos o que há de melhor desse maravilhoso reino de vida! Vamos juntos nessa caminhada, sinta-se sempre muiiiiiiiiiiiiiiiito bem vindo!

      Receba meu carinho e minha gratidão, num vivo abraço da Ju!

      Excluir
  13. Oi Ju, que legal ver seu entusiasmo e entrega a essa forma de alimentação ainda pouco conhecida por mim! Estou bem a fim de me envolver com esse universo e queria uma orientação sua de como começar, no sentido de fazer cursos e modificar minha alimentação pra valer... claro que pinta uma certa ansiedade pra enfrentar o processo de transição mas como vc falou, tendo uma mão que te apoie fica bem mais tranquilo e motivador... em casa somos todos vegetarianos e praticantes de yoga/yoga tibetano e meditação mas com aquela "pegada italiana" de pães e massas, comidas de forno, enfim...rsrs... acredito até que maridão e filhos topem entrarmos juntos nessa onda! Vou aguardar! Desde já, gratidão... Bjks, saúde e paz!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Dani!

      kkk amei veg, yogue à moda italiana!

      Começa pelo macarrão de abobrinha cantando sua musica italiana divertida favorita! Você vai sentir na alma! Depois vá pra lasanha, e brinque misturando os sabores, no lugar da massa coloque a abobrinha, depois descozinhe a receita e amorne.

      Eu tenho um programa online de acompanhamento que tem ajudado centenas de pessoas nessa transição para a alimentação viva, se quiser posso te enviar mais informações, é só me passar seu e-mail por aqui mesmo ou enviar um e-mail para juliana@culinariaviva.com!

      Assim você não vai assustar ninguém e vai ser muito feliz na sua subida de degrau na saúde!

      E faça uma boa brincadeira, coloque molhos vivos nas massas, e invente combinações saudáveis sem grandes rompimentos! Vocês vão ser muito felizes também nessa nova cozinha, que pode começar um pouco menos cozidinha, com muita leveza e muito amor!

      Parabéns pela caminhada e felizes beijocas!

      Mande notícias!!!
      Ju

      Excluir

Olá! Deixe seu comentário!
Vamos germinar juntos ideias vivas!
Com carinho,
Juliana